Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No meu Palato

No meu Palato

Pateo dos Solares Charm Hotel | Pós de perlimpimpim

"É uma espécie de encanto... Se tem charme, não precisa de mais nada; se não o tem, tudo o resto não serve para grande coisa.” James Barrie

Pateo dos Solares Charm HotelEra uma vez uma família que morava numa pequena vila de Castelo Branco, no tempo de El-Rei Dom Afonso III. Família essa que foi expulsa dessa vila pelo rei, devido a um grave delito perpetrado por alguns habitantes albicastrenses. De terra em terra, deslocando-se para sul, pai, mãe e uma pequena menina foram procurando nova casa, até que se depararam com um alto tremoceiro, perto de um castelo abandonado. 

Pateo dos Solares Charm HotelLá armaram a sua tenda para descansarem e pernoitarem. Na manhã seguinte, foram acordados por um velho, proprietário daquelas terras que reclamava da presença da família sem a sua autorização e que por esse motivo os tentou expulsar. A família recusou-se a sair, uma vez que estava a ser maltratada sem razão e também porque já havia sido expulsa de uma vila por delitos que não tinha cometido.  

Pateo dos Solares Charm HotelAo ouvir que a família era perseguida, embora injustamente, o velho irado pediu ajuda a homens armados para os obrigarem a sair das suas terras imediatamente. Sentindo-se ameaçados, injustiçados e insultados, mas de consciência tranquila, a corajosa família, sob a ameaça das armas,  recusou-se a abandonar o abrigo do tremoceiro. 

Pateo dos Solares Charm HotelNeste impasse, o proprietário e respectivos homens armados recolheram ao abrigo de uma casa para pensarem numa nova estratégia, mais eficaz, que convencesse a família a sair dali. Passado algum tempo, pai e mãe deram por falta da filha. A pequenota tinha ido encontrar-se com o velho proprietário. Disse-lhe que os pais eram gente trabalhadora, simples, honesta e com capacidade para fazer daquele local uma linda povoação. 

Pateo dos Solares Charm HotelConvencido pela coragem, inteligência e iniciativa da menina, o velho proprietário foi ter com os pais da menina para os informar que a "guerrilha" havia terminado uma vez que ele já aceitava a presença da família nas suas terras. Com a ajuda de outros transeuntes que por ali foram procurando abrigo, fundaram as primeiras casas e a Rua Direita e, ao cabo desta, a Igreja Paroquial de Sant’Iago. 

Pateo dos Solares Charm HotelAlguns anos mais tarde, esta pequena povoação recebeu o foral de D. Afonso III. O mesmo rei que os havia expulsado de um sitio dava-lhes agora um documento que reconhecia a sua nova cidade. Havia agora a necessidade de escolher um nome para essa nova terra. Foram inúmeras as sugestões, no entanto e em gesto de reconhecimento, o velho proprietário resolveu deixar a palavra final para a criança. 

Pateo dos Solares Charm HotelEm homenagem à árvore, deu-lhe o nome de Estremoços. Com o decorrer do tempo os estremoços passaram a chamar-se tremoços e a cidade ficou com o nome de Estremoz. Foi nestas terras que mais tarde (no século XIII), decorreram as negociações do noivado do rei D. Dinis com a futura rainha Santa Isabel, que viria a falecer nos paços deste concelho. Aqui viveu também, por muito tempo, D. Pedro I até 1367, o ano da sua morte.

Pateo dos Solares Charm HotelFoi também em Estremoz que em 1417, se reuniram as cortes após a reconquista de Ceuta, com vista à angariação de fundos para a defesa daquela cidade afro-lusitana. Hoje em dia, a pequena cidade de Estremoz assumiu-se como um dos maiores charmes da planície alentejana, tornando-se conhecida pela excelência da sua gastronomia, da qualidade dos seus vinhos e pela riqueza das suas belas paisagens.

Pateo dos Solares Charm HotelÉ no centro de Estremoz que podemos encontrar o Pateo dos Solares Charm Hotel, e charme é mesmo a palavra que melhor classifica este hotel. Dali é possível ter acesso privilegiado ao movimento da cidade, às suas gentes e ao comércio local. Encostado à muralha da cidade, donde se avista o castelo medieval e a cidade velha (erguida com a ajuda dos pós de perlimpimpim da menina da lenda), o hotel debruça-se sobre o horizonte da paisagem alentejana e as suas cores quentes.  

Pateo dos Solares Charm HotelDe um requinte sóbrio, de bom gosto e intemporal, o hotel recebe hóspedes que procuram a serenidade das planícies alentejanas, a tranquilidade rural e a história local, tudo isto enquanto se respira o ar puro alentejano. O restaurante Alentejo à Mesa, coração do hotel, é um local de passagem obrigatória para aqueles que como eu são apaixonados pela enogastronomia alentejana.

Pateo dos Solares Charm HotelEste restaurante oferece uma selecção de pequenos pratos de degustação, perfeitos para experimentar e petiscar os vários sabores alentejanos com um leve toque de inovação, à volta de uma mesa com amigos ou família. 

Pateo dos Solares Charm HotelÉ ainda possível almoçar/jantar/lanchar com tranquilidade na esplanada, sabendo que o restaurante cumpre com todas as normas de segurança de limpeza, conforme o selo Clean & Safe, atribuído pelo Turismo de Portugal.

Pateo dos Solares Charm Hotel As refeições são harmonizadas com vinhos provenientes de alguns dos melhores produtores da região, como os vinhos de João Portugal Ramos, Quinta do Carmo, Dona Maria, Adega de Borba e Herdade das Servas. Para os mais "duros" há ainda aguardentes e gins locais, prontos a serem descobertos.  

Pateo dos Solares Charm HotelGostei, particularmente, da vegetalidade crocante dos Espargos em tempura, da voluptuosidade fresca da Açorda Alentejana com bacalhau e ovo e da intensidade da Pluma de porco preto, migas de espargos e chips de batata (este "exagero" gastronómico foi o meu prato favorito). 

Pateo dos SolaresNas sobremesas é dado um toque extra de elegância e sofisticação com a Queijada de requeijão com morangos, com Encharcada com crumble e sorbet de tangerina e com o Duo de chocolate. Inovação e tradição de mãos dadas, alicerçadas no sabor e na qualidade dos produtos. Muito bom!!!

Pateo dos Solares Charm HotelQuando a pandemia o permitir será reaberta a área de bem-estar, que pretende ser um espaço holístico e que promove a saúde física e mental, através de um conjunto de experiências como as massagens de relaxamento e tratamento (à base de óleos essenciais e cremes de elevada qualidade), o banho turco e a sauna, que tornam este espaço ideal para momentos de puro descanso. 

Pateo dos Solares Charm HotelTodo este requinte, sossego e legado histórico encontram-se suficientemente longe para evitar as confusões e suficientemente perto para tornar a viagem agradável e prazerosa.   Há lá uma espécie de encanto,  um certo charme, que fui encontrando em cada canto.

Pateo dos Solares Charm HotelAlgo muito parecido com pós de perlimpimpim, os mesmos que a menina teve a negociar com o velho proprietário, ali bem perto, há uns séculos atrás por debaixo de um grande tremoceiro. E se tem isso, convenhamos, não precisa de mais nada!!! ;)