Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

No meu Palato

No meu Palato

Lavradores de Feitoria | Seriamente descontraídos

"A primeira qualidade do estilo é a clareza." Aristótles

Lavradores de FeitoriaDo Douro para o mercado nacional e internacional, a Lavradores de Feitoria lançou no início do Verão a colheita de 2022 do seu branco e rosé com nome homólogo. Uma dupla de vinhos leves, frutados, frescos, ideal para beber em momentos descontraídos, a solo ou com pratos descomplicados, fáceis e rápidos de preparar. De outra gama, surge o Lavradores de Feitoria Três Bagos Reserva Branco, que é submetido a um "mimo" adicional através de um estágio parcial em barricas de carvalho francês, durante seis meses.

Lavradores de FeitoriaOs vinhos da marca Lavradores de Feitoria expressam o Douro de forma direta, através do blend de castas autóctones plantadas nas várias quintas da Lavradores de Feitoria, situadas ao longo das três sub-regiões: Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior. Produzidos a partir de vinhas com uma idade média de 20 anos, a sua vindima é manual, em caixas pequenas, e a sua fermentação e estágio em inox, privilegiando assim um perfil jovem. 

Lavradores de FeitoriaLavradores de Feitoria branco 2022 (5.99 €, 87 pts.) mantém um perfil de grande frescura e acidez, conseguida com uvas plantadas em parcelas de cotas mais altas, onde a Malvasia Fina, o Gouveio e a Síria são uma constante. Mostra-se no copo amarelo palha cristalino, passando para o nariz com notas generosas de damasco, maracujá, abacaxi, maçã verde e uma ligeira pedregosidade.

Lavradores de FeitoriaNo palato é fresco, seco, redondo, ponderado e muito frutado. Harmoniza na perfeição com saladas, sopas frias, peixes magros, mariscos, carnes brancas e pastas com molho branco. Por sua vez, o Lavradores de Feitoria rosé 2022 (5.99 €, 87 pts.) é um vinho rosado assumidamente gastronómico.

Lavradores de Feitoria É feito maioritariamente à base de Touriga Franca, num blend com outras castas autóctones. Com uma cor rosa cobre, exibe notas de morango, cereja, damasco, toranja e acácia-lima. Na boca é directo, focado, elegante, equilibrado, fresco e frutado. Tal como branco, pode ser bebido como aperitivo, a solo, ou à mesa, a acompanhar pizza, tapas, carnes brancas e massas com molho branco.

Lavradores de Feitoria

Já o Três Bagos Reserva branco 2022 (8.99 €, 89 pts.) é feito à base de Viosinho, Gouveio e Rabigato, três castas típicas do Douro, provenientes das três sub-regiões do Douro – Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior,  expressa a região com alguma complexidade, impressa pelo estágio parcial em barricas de carvalho francês, durante seis meses. 

Lavradores de FeitoriaDe traje amarelo citrino, sobressaem os aromas a palha, pêra, damasco, limão, baunilha e uma ligeira pedregosidade. Na boca é fresco, frutado, elegante e aguerrido. Tem um final especiado que lhe assenta muito bem. Para degustar a solo, na descoberta das suas camadas, mas com um potencial gastronómico “todo-o-terreno”: com saladas, cocktail de camarão, peixes gordos, bacalhau, polvo e carnes brancas. 

São três vinhos que expressam, cada um no seu perfil, o Douro, de modo claro e descontraído.