Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No meu Palato

No meu Palato

Monte Santo Resort | Escrito na água

"Tinha-me lembrado a definição que José Dias dera deles, «olhos de cigana oblíqua e dissimulada». Eu não sabia o que era oblíqua, mas dissimulada sabia, e queria ver se se podiam chamar assim."  Machado de Assis

Monte Santo ResortHá muito muito tempo (as melhores histórias têm mesmo de começar assim, não é verdade? :P), pelas terras algarvias, vivia um rei mouro de seu nome Benagil. Benagil tinha uma filha muito bonita chamada Alfanzina e que adorava passear junto ao mar, até que certo dia e durante um dos seus passeios encontrou um airoso rapaz chamado Carvoeiro, pelo qual se apaixonou perdidamente.

Monte Santo ResortOs encontros entre a princesa Alfanzina e o seu amado Carvoeiro passaram a ocorrer diariamente, tal era a chama amorosa que os unia.  Estas aventuras românticas foram no entanto precocemente interrompidas, no preciso momento em que o rei Benagil as descobriu, proibindo a sua filha de namorar com o Carvoeiro. 

Monte Santo ResortComo nestas coisas do amor, as filhas, infelizmente não querem saber muito daquilo que o pai pensa, Alfanzina passou a encontrar-se às escondidas com Carvoeiro, num lugar secreto chamado Algar-Seco. 

Monte Santo ResortOs dois enamorados, num certo dia, abraçaram-se tão intensamente que se esqueceram do mundo que os rodeava, não reparando que estavam a ser observados pelo rei mouro, que enfurecido com tamanha desobediência por parte da filha trespassou o Carvoeiro com a sua afiada adaga, roubando-lhe a vida (futuros hipotéticos "namorados" da Bia, este é um texto que vos recomendo vivamente, apenas porque gosto muito de lendas, como é óbvio :P). 

Monte Santo ResortO corpo do jovem Carvoeiro caiu ao mar, sendo levado pela maré. Reza a lenda que desde então a princesa Alfanzina se esconde no local onde o seu amado foi morto e aí exteoriza, dia após dia, as suas mágoas através do choro.  As suas lágrimas ainda hoje caiem nas rochas, com tal intensidade, que cavam pequenas aberturas por onde a água do mar as vêm diluir.  

Monte Santo ResortDaí resultaram as grutas que hoje podemos observar perto da praia do Carvoeiro, sendo a água que as banha uma memória viva de um amor que outrora uniu Alfanzina a Carvoeiro. Curiosamente a água serviu também de "amplificador sentimental" para uma história de amor trágico bem mais conhecida de todos nós: Romeu e Julieta de William Shakespeare.  

Monte Santo ResortQuando em 1996 Baz Luhrmann realiza o filme Romeu e Julieta, resolve introduzir o simbolismo da água que não existia no texto original de Shakespeare. (Uns parênteses apenas para um aparte cine-literário, quanto a mim, é esta "batota" que faz com que o filme consiga ter quase a mesma carga emocional que os leitores encontram no livro). 

Monte Santo ResortNo filme a água é utilizada para revelar alguns sentimentos impulsivos e intensificar a ligação romântica entre Romeu e Julieta. Romeu (Leonardo DiCaprio) é visto pela primeira vez à beira-mar. Julieta surge em cena imersa na água de uma banheira. O casal vê-se pela primeira vez por intermédio da água, despertando a atenção um do outro através de um aquário iridescente (revejam esta cena porque foi muito bem construída).  Mais tarde, o palco do famoso diálogo na varanda no texto original de Shakespeare é substituída no filme pela piscina dos Capuleto

Monte Santo ResortAssim a água assume-se como uma das mais bonitas metáforas do amor:  por ser transparente, por ser pura e por ser bela. Curiosamente, a água que permite algum contato na piscina é também aquela que cria uma certa barreira física para o seu relacionamento pleno.  

Monte Santo ResortCom o decorrer do filme, este caracter bipolar da água é acentuado, especialmente depois de Romeu e Julieta se casarem. No impasse da guerra entre os Capuletos e os Montéquios, Romeu mata Tebaldo, que cai e o seu sangue escorre para a água, tingindo-a de vermelho. Simbolicamente é aqui que a relação de Romeu e Julieta não tem mais esperança, pois está maculada, poluída pelas mortes e pelo ódio entre famílias. 

Monte Santo ResortApós a morte de Tybalt, tudo o que a água representava entre o casal perde-se, conjuntamente com a sua inocência e esperança. Quase como se nada pudesse interpor entre este casal e seu futuro forçosamente infeliz, reforçando a ideia de que a morte seria a única maneira de Romeu e Julieta estarem juntos. E todos sabemos como esta história acaba, não é verdade? Tirando a parte trágica comum a estas duas histórias, uma lenda e um romance, em ambas a água serve para nos relembrar que todos nós, de um modo ou de outro, queremos ser amados. 

Monte Santo ResortSer amado incondicionalmente, ser amado sem julgamentos, ser amado sem ultimatos, ser amado apenas porque somos dignos de ser amados. Aliás, deveria de ser obrigatório (eu e os exageros :P) apaixonarmo-nos por alguém ao ponto, de tal como Machado de Assis, classificarmos o olhar da cara metade como oblíquo e dissimulado, de tamanha sedução, amor e absorção que esses olhos carregam. Eu a respeito de olhares oblíquos e dissimulados estou bem servido :P 

Monte Santo ResortA água mostra-nos também que é importante criarmos momentos para celebrarmos esse amor, de modo a que este se torne à prova de reis mouros, adagas, guerras entre famílias rivais italianas ou punhais. E para isso, nada melhor que uns dias passados naquele que foi considerado pelos World Travel Awards (e pelo sexto ano consecutivo!!!) o "Resort mais romântico da Europa".  

Monte Santo ResortMonte Santo Resort encontra-se situado na aldeia piscatória do Carvoeiro, perto do Algar-Seco (que foi o palco principal da lenda que vos contei),  e a escassos minutos das maravilhosas praias do Algarve, das misteriosas grutas da costa algarvia e dos melhores campos de golfe da europa. Silves (e o seu Castelo, Sé, museu e ... marisco!!! 😛) fica a apenas 5 minutos de carro. 

Monte Santo ResortLá encontramos um oásis de bem-estar com oito hectares de jardins e lagos (há água por todo o lado e agora já sabem o porquê :P), repletos de fauna, flora selvagem e muito bom gosto. Ficamos numa moradia geminada com dois pisos e com vista privilegiada para o jardim e piscina, super tranquila, confortável e com todas as mordomias que um resort como este tem de oferecer... 

Monte Santo ResortO staff é atencioso, a gastronomia de excelência (as iguarias do restaurante podem ser servidos, com pompa e circunstância, no pátio da moradia, possibilitando uma experiência muito bonita e ... reservada) e o cuidado nos detalhes para as famílias com crianças é minucioso. Tivemos uns amigos que estiveram no resort após a nossa estadia e nos informaram que esta possibilidade do delivery já não existia, é uma pena porque fomentava momentos mais românticos e intimistas. Para nós foi mesmo um dos pontos mais altos da visita. 

Monte Santo ResortO restaurante Aroma apresenta alta gastronomia num ambiente descontraído com vista para a magnífica piscina. Potencia sabores mediterrânicos, regionais e genuínos onde os pratos tradicionais vestem um fato de gala graças ao engenho e à criatividade do chefe Miguel Lourenço. 

Monte Santo ResortDestacamos a intensidade gulosa da Sopa de tomate com crumble de broa de milho e ovo a baixa temperatura, a aristrocacia aromática do Peito de pato com aromas de hortelã, beterraba e gelado de foie gras, a suculência, untuosidade e diversidade de influencias do Naco de novilho com aromas de alecrim, tomate confitado, espargos salteados, gratin de batata e molho bernés e o sabor delicado e requinte do Crème Bruleé de Pistachio com merengue e gelado de coco. Ainda na gastronomia o pequeno almoço é rico, diversificado, completo e assente em produtos frescos e de elevada qualidade. 

Monte Santo Resort O mini clube Fun Attic disponibiliza uma série de actividades, divertidas e educativas, supervisionadas por profissionais, dando aos pais alguns momentos de descanso enquanto os nossos pequenos tesouros estão entretidos e felizes. Há ainda um generoso parque infantil que faz as delicias dos mais pequenos. 

Monte Santo ResortFérias de luxo também deveriam ser sinónimo de piscinas suntuosas, neste resort existem seis exteriores e uma de interior aquecida. Uma delas, a principal, é quanto a nós uma das mais bonitas do país. Este hotel poderia não ter nada do que dissemos anteriormente, que ainda assim valeria a viagem Guimarães-Algarve só pela airosidade deste verdadeiro templo de água. 

Monte Santo ResortPara os eternos apaixonados há ainda a possibilidade de um piquenique em casal em pleno jardim, de um jantar na pérgula no meio do lago, de uma declaração amorosa (forçosamente ridícula segundo Fernando Pessoa) na  ponte do amor, de um banho com espumante e morangos no jacuzzi ou de uma massagem em casal no Alma Spa.

Monte Santo ResortTal como com as pessoas, embora com menos intensidade, há sítios pelos quais também nos enamoramos à primeira vista, o Monte Santo Resort, foi um deles. Outra coisa não seria de esperar de um espaço pensado para celebrar os diversos tipos de amor que nos unem aos nossos mais importantes. Têm tudo para serem lideres neste tipo de destino.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.